, , , , , ,

As Pontes da Liderança

As pontes da Liderança

É imensurável o valor das pessoas que possuem o talento de construir pontes com outras pessoas, outras áreas e até entre empresas. Chamamos isso de Capacidade de criar relacionamentos, e essas pessoas fazem isso com naturalidade.

Esse talento as coloca em um patamar onde elas conseguem levar as pessoas que as rodeiam a compartilhar de sua alegria, entusiasmo e de um fator extremamente importante: “Empatia”. Sabem se colocar no lugar dos outros e valorizam as pessoas de modo que as pessoas possuam certa gratidão com elas por terem feito parte em algum momento de suas jornadas.

Transformam o ambiente de tal forma que se tornam candidatos ao troféu de Influenciadores do Ano, por cativar pessoas e serem queridos e terem portas abertas por todos os lugares por onde passam.

Ninguém faz sucesso sozinho e, baseado nessa premissa, eles partem para fazerem associações e parcerias para que tudo aconteça e principalmente buscam quem complemente aquilo que eles não possuam ou possuem parcialmente como talentos ou conhecimentos.

Neste momento, olhe para sua rede de contatos e faça um balanço de quem você conhecia 1 ano atrás e quantos acrescentou em sua rede até hoje e quantos mantém contato verdadeiro hoje?

Vamos levar para o campo da Liderança uma vez que esse grande tema tem como uma de suas principais definições, a capacidade de influenciar pessoas e certamente, construir pontes é de certa forma, ligar um ponto a outro.

Encontramos uma situação alarmante. Líderes acabam permitindo que o ambiente de pressão por metas, projetos e resultados dominem totalmente seu gerenciamento inexistente de tempo e ofusquem  sua capacidade de ter tempo para estabelecer conectividade com as pessoas de suas próprias equipes e com isso acabam por não conhecerem seus liderados tendo um relacionamento bem superficial com eles.

Isso com o tempo cria o que chamamos de pontes feitas de madeiras construídas às pressas e sem o devido projeto  que a qualquer momento ao distanciamento de seu liderado, uma forte tempestade pode vir e derrubar essa ponte sem que esse líder se dê conta de quando começaram os primeiros sinais de nebulosidade e as primeiras gotas de chuva.

Se o Líder não cuida das pontes de sua própria equipe, imagine da ponte entre áreas, entre empresas e entre as tendências de mercado fora dos muros de sua empresa?

É preciso corrigir o que está no seu controle como sua habilidade de lidar com sua equipe do que querer buscar ter contato com o que está no outro lado da ponte.

Existe ainda quem diga que o relacionamento interpessoal funciona exatamente como o processo de vendas onde você precisa sempre estar atento para não perder o cliente, fazendo com que ele mantenha a fidelidade superando suas expectativas sempre.

Se isso é verdade ou não, eu já não sei e por isso irei convidá-los a descobrir comigo!

Vamos focar nesse simples exercício, filtrar somente em sua equipe ou nas pessoas mais próximas:

Primeiro, liste quais são as pessoas de sua equipe listando em ordem de proximidade com você através de um ranqueamento:

1:_______________2:______________3:______________4:_______________

5:_______________6:______________7:______________8:_______________

Agora, faça uma lista com essas mesmas pessoas inserindo ao lado do nome de cada uma o quanto e o por quê cada uma é importante para você?

Em seguida, cite como você está mantendo contato hoje e com qual frequência;

Qual será a ação para você surpreendê-la e mostrá-la o quanto ela é importante para você?

Qual será seu plano para manter uma sequência de follow up e não perder contato, lembrando que quem não é visto não é recordado.

Lembre-se que aqueles que estão mais distantes são os que podem nos desenvolver mais em nossas habilidades de criar relacionamentos, pois com certeza possuem características mais distintas comparadas as nossas.

As pontes que construímos nos levam a lugares bem maiores do que as margens do outro lado do rio levam ao coração das pessoas.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *