, , , , , ,

O que Você Realiza vai Muito Além do que Você Executa

Dois executivos estavam retornando de uma reunião onde o cenário apresentado não era nada bom. Eles haviam recebido o ultimato de que se não melhorassem a qualidade das peças que abasteciam uma grande montadora de carros, teriam o contrato cancelado. Isso poderia significar o fim da empresa, uma vez que aquele contrato representava 80% do seu faturamento.

Eles entraram no avião de volta para São Paulo, mega chateados e nervosos com a situação e, para piorar, entre os seus assentos sentou-se um desconhecido. Eles estavam tão concentrados na situação e na discussão, que nem se lembraram de pedir ao desconhecido para trocar de assento com um deles. Enfim, a discussão prosseguia sobre o que fariam para solucionar o problema das peças com avarias, má qualidade e inconformidades.

Esse “desconhecido” sentado no meio dos executivos, era um amigo de um amigo m”EU”, que após ouvir por 5 minutos daquela discussão, entendeu tudo e ainda os interrompeu apresentando-se como consultor de empresas e que tinha vasta experiência em treinamentos comportamentais, desenvolvimento de pessoas, e que gostaria de ouvi-los um pouco mais para tentar entender e até ajudá-los.

Eles explicaram que estavam ali por estar no terceiro mês consecutivo no hall de fornecedores com má qualidade, e que não entendiam como a qualidade daquelas peças estava tão baixa.

Explicaram ainda que tentaram varias ações onde, uma delas era que o modelo de remuneração seria baseado nas metas da equipe, para que todos colaborassem para o mesmo objetivo, mas não funcionou.

Em outra tentativa, optaram por remuneração individual onde cada um era responsável por seu resultado, mas houve um grande processo de sabotagem de uns para com as peças dos outros.

Após contarem isso, o amigo de um amigo m “EU”, fez apenas uma pergunta:

Esses colaboradores sabem que as peças que eles estão entregando  com má ou nenhuma qualidade podem estar em um carro de aproximadamente R$ 120.000,00, e que com o defeito em uma dessas peças pode causar um acidente fatal para uma família  em  uma viagem de férias ou para uma mãe ao levar seus filhos para escola?

E se fosse à família deles, eles gostariam de colocá-las nesse perigo?

O episódio acima mostra claramente a importância das pessoas entenderem o propósito daquilo que fazem. É extremamente importante que as pessoas tenham consciência sobre o impacto daquilo que fazem e, principalmente. De acordo com Roberto Cialdini em seu livro “O Poder da Persuasão “, quando as pessoas sabem o motivo do que realmente fazem, elas se comprometem, se responsabilizam pelo resultado e se preocupam com o tipo de produto ou serviço está sendo oferecido, agindo como donos do negócio.

Abaixo, seguem alguns exemplos do que algumas pessoas fazem e o propósito que isso tem para elas. Leia e reflita sobre o propósito do que você faz:

Um Coach em um processo de Coaching:

Ele ajuda pessoas a chegarem a lugares que nunca elas chegariam sozinhas;

Colaboradores de uma empresa de Fast Food Saudável:

Eles reenergizam as pessoas, tendo a velocidade do dia x dia utilizando o melhor da natureza.

Equipe de Obra em uma Construtora:

Eles constroem sonhos;

Uma área comercial de uma multinacional de cosméticos:

Eles vendem beleza, transformam situações e pessoas simples em momentos de magia;

Um lixeiro:

Ele dá todos os dias a melhor energia e comprometimento dele para limpar o pior de nós, o lixo!

Qual o propósito do que você faz?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *