Pasta compostas de artigos

, , , , ,

A vitória pode estar nos boxes

A vitória pode estar nos boxes

Hoje em dia, nas corridas de fórmula 1, é comum ouvirmos sobre as estratégias das equipes quanto às paradas nos boxes, e quanto elas podem decidir as corridas, e até os campeonatos.

Não é só nas pistas que tudo é decidido. A cada dia, o fator ?extra pista? ganha mais corpo na briga por títulos, e seu espaço aumenta cada vez mais dentro das estratégias de cada equipe no mercado do esporte.

Se olharmos o que acontece nos boxes de uma equipe, é possível ver um trabalho sincronizado em questão de milésimos de segundos, fazendo com que cada piloto volte o mais rápido para a pista e brigue por seu lugar ao pódio.

Qual a melhor estratégia?

O número de paradas?

Parar no início, no meio ou bem mais próximo do final da corrida?

E você?

Mudando o foco de corridas para você e sua carreira, quantas vezes você já parou e foi para os boxes?

Parece estranho, mas imagine o quanto você poderia ganhar tendo uma equipe pronta para mostrar-lhe o que precisa mudar e ajudar-lhe a voltar à sua corrida ainda melhor?

Uma das perguntas mais pertinentes nesse momento:

Será que hoje você possui uma equipe treinada, inspirada, alinhada, capacitada para agir, disposta a ajudar, ou sua equipe está torcendo para que você quebre na pista e seja ultrapassado por outros?

O ideal seria:

Se sua equipe estiver pronta a ajudar, ótimo! Mas será que você está pronto e preparado para ouvir e receber o que e como eles podem lhe ajudar?

Voltando alguns passos:

Como está o ritmo de sua carreira hoje?

Alguns profissionais levam suas carreiras como uma prova de grande duração. Não exigem o máximo de si para não gerarem uma quebra e não desgastarem demais as peças e até a si mesmo. Não deixam o nível de energia baixar tanto. Mantém o ritmo com resultado previsível, em uma zona segura, com total controle.

Esse mesmo grupo raramente para no Box, sabendo que, ao parar, alguns ajustes e até possíveis mudanças poderão ser sugeridas. Assim, o líder e sua zona de total segurança e controle serão ameaçados.

Um segundo grupo de profissionais, arriscando-se um pouco, adota uma postura mais arrojada, parando mais vezes nos boxes. Ouvem sobre ajustes, mudanças de rota, feedbacks, trocas de peças. Porém, ao voltar a pista, passam a repetir os comportamentos do passado, os mesmos erros em sua corrida. Consequentemente, retornam aos boxes para trocar as mesmas peças, e não entendem o porquê de sempre passar pelas mesmas situações. Para eles, o mais provável, é que a culpa seja da chuva, da equipe, do Todo Poderoso ou de qualquer outro alguém.

Já o terceiro grupo, esse sim! Sabe a importância e os momentos certos de usar os boxes. Para isso, seguem os passos abaixo:

O primeiro não começa na corrida e sim na véspera, quando equipe e Líder traçam juntos quantas vezes eles irão se encontrar (paradas nos boxes), para fazer alinhamento, ajustes, consertos.

Segundo: o Líder sabe que pode correr tranquilo, uma vez que sua equipe está nos boxes devidamente treinada e que, quando acionada, estará preparada para fazer em segundos o que foi capacitada durante meses.

Terceiro: durante qualquer jornada, é necessário fazer ajustes, da mesma forma como um lápis que precisa ser apontado para voltar com uma ponta mais firme e escrita mais precisa. O problema é que alguns líderes se envergonham de dizer que erraram ou precisaram corrigir sua rota em algum momento.

Quarto: o Líder sabe que não tem como ser melhor do que cada um de sua equipe individualmente, e por isso precisa da pessoa certa no lugar certo, o melhor talento para a melhor posição, de maneira interdependente, sem o ?ego? na disputa.

E por último: o Líder, ao bater na porta da sala de reuniões e encontrar toda a diretoria reunida para homenageá-lo pelos grandes resultados alcançados, deve saber que apenas cruzou a linha de chegada para um grande time que trabalhou, suou e acima de tudo o honrou por deixar?se liderar.

?Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer?.( Ghandi )

Você recebe aquilo que deseja!

,

Seu maior termômetro é seu travesseiro!

Todos os dias, em diversos lugares, existem pessoas não satisfeitas com as situações vividas em suas esferas pessoais. Isso pode ser originado ora por relacionamentos que não deram certo (ou não estão dando), ora por familiares que não os apoiam (ou não apoiaram, quando necessário), ora por não se sentirem satisfeitos, ora por não serem reconhecidos socialmente. Falta de dinheiro, de bens, de alegria, de satisfação em voltar para casa ao final de um dia de trabalho; são inúmeras as frustrações. Alguns acreditam que são incompreendidos, pois são cobrados em casa por não darem a devida atenção para a (o) parceira (o) e filhos.

Com necessidade de fugir desse aspecto pessoal enfraquecido, essas pessoas apegam-se ao fator carreira: a verdadeira “tábua de salvação”. Vivem verdadeiros personagens para sustentar esse papel. Assim como um perfil do facebook, escolhem os comportamentos a mostrar e os comportamentos a esconder. Acredite! Algumas pessoas fazem isso! Mudam até a forma de serem chamadas para simplesmente dar vida a esse personagem de si mesmo. Foco, energia, tempo e dedicação passam a ser totalmente destinados à carreira ou à sustentação dessa “máscara”. Mas a pergunta que fica é:

– Esses personagens criados tem alguma conexão com quem, de fato, são? Ou é fruto de escolhas para atender às demandas que o ambiente pede? Fruto de escolhas bem articuladas para chegar ao sucesso ou ter a aceitação? Isso traz felicidade?

Dizia um sábio que a pessoa que trabalha apaixonada jamais trabalhará um dia sequer pelo resto de sua vida!

Costumo dizer que temos dois pratos, um em cada mão: o da direita representa a carreira e o da esquerda representa a família. O da direita é feito de plástico, pode cair, pode quicar, ser recuperado. Ao cair, pode até alçar voos maiores. Já o prato da família é feito de vidro: uma vez quebrado, por melhor que seja o conserto, deixará marcas e não voltará a ser o mesmo. Ao colocar a máscara, você está ciente que esse prato de vidro está correndo riscos?

Sua missão é ser um equilibrista: quanto mais equilibrado você estiver, mais sustentáveis seus resultados serão!

Não use máscaras. Use seu travesseiro toda noite para refletir se, tanto na esfera pessoal quanto na profissional, você foi íntegro e fez a diferença na vida de alguém. Afinal, você está com você mesmo 24 horas por dia!

Sucesso!

,

Descubra a Força de ser Entusiástico

Descubra a  Força de ser Entusiástico.

Uma das maiores lendas do automobilismo foi com certeza, um dos maiores entusiásticos da história, Ayrton Senna em sua trajetória aqui na Terra pode através de seus comportamentos nos ensinar importantes lições sobre ser entusiástico.

Primeiro, o que é ser entusiástico?

Entusiástico é ter Entusiasmo (do grego en + theos, literalmente ‘em Deus’) originalmente significava inspiração ou possessão por uma entidade divina ou pela presença de Deus. Atualmente, pode ser entendido como um estado de grande euforia alegria, refletindo em uma consequente coragem. Uma pessoa entusiasmada está disposta a enfrentar dificuldades e desafios, não se deixando abater e transmitindo confiança aos demais ao seu redor. O  entusiasmo pode, portanto ser considerado como um estado de espírito otimista.

Quando chovia, todos guardavam seus karts e corriam para tomar banho e tomar um chocolate quente enquanto Senna voltava para pista e treinava mais e mais desenvolvendo uma de suas maiores habilidades.

Em outubro de 88 em Suzuka, Senna largou na pole,muito nervoso,  caiu para 16º colocado após problemas na embreagem, na 11º volta já era 3º colocado e na 28º volta passava um de seus maiores rivais,”Prost” sagrando se naquela corrida campeão do mundo pela primeira vez.

Nessa corrida, Senna confidenciou ter visto Jesus enquanto recebia pelo rádio os parabéns de seus pais e companheiros de equipe.

Teve sua primeira vitória no Brasil após percorrer as últimas 7 voltas com o câmbio travado na 6º marcha.

Sua identidade, coragem em correr atrás de seus sonhos, garra, determinação, não se abatendo nem quando perdeu um título legítimo tirado através de uma manobra da Federação Mundial de Automobilísmo .

As pessoas não assistiam Fórmula 1, assistiam o Senna todo domingo.

Sua capacidade de superação e de inspirar pessoas é vista até os dias de hoje como atos heroicos.

Nada substitui o entusiasmo e quando um líder consegue passar a energia de seu entusiasmo para sua equipe, essa equipe automaticamente vai se convertendo e compartilhando aquela energia e para atingir outros níveis.

Como está o entusiasmo de sua equipe hoje?

Como está o seu entusiasmo?

Você só pode ensinar verdadeiramente aquilo que você é exemplo…

Abaixo, irei trazer alguns direcionamentos sobre ser mais entusiástico e desejo com todo meu entusiasmo que você leia e pratique imediatamente:

  • Assumem o controle:

 

Não espere que o ambiente te proporcione situações para tornar-se entusiástico, o que o ambiente irá trazer é pressão, prazos, fazer mais com menos, equipes com diferentes pessoas e valores.

Um dos maiores defeitos de profissionais de sucesso é terceirizar a culpa de tudo para os outros ou para o ambiente.

O defeito maior é terceirizar sua felicidade e sucesso…

Entusiasmo é assumir a responsabilidade e escolher ser entusiasmado.

 

  • Transformam seus valores em comportamentos:

Quais são seus valores?

O que você não abre mão?

Se você sabe quais são seus valores, o que é viver plenamente esses valores através de comportamentos e o que não é viver esses valores?

Ex: Valor Respeito:

Viver esse valor é: entender as pessoas sem julgamentos e praticar a empatia me colocando no lugar do outro com os valores do outro e não os meus.

Não viver esse valor é: atropelar as pessoas, não respeitar o tempo e capacidade delas e ainda falar mal delas quando não estão presentes.

Faça uma lista com seus 5 maiores valores.

  • Esteja disposto a fazer mais:

Supere as expectativas das pessoas, faça um teste, nessa semana quando alguém lhe pedir algo faça mais do que o esperado e observe o impacto em silêncio.

Por superar as expectativas

Essa ação é uma das maiores provas de entusiasmo para sua equipe.

  • Seu nível de entrega deve ser cada vez maior:

 

Nada motiva mais do que um trabalho cada vez melhor realizado, dobre seu nível de excelência e descubra que você pode ir cada vez mais longe.

Se desafie a melhorar sempre e viva intensamente cada vez que o seu nível de entrega aumentar.

 

  • O sonho de um Entusiasta é movido a Entusiasmo:

 

Você é do tamanho dos seus sonhos e por isso sonhe alto, tenha ambição em ser hoje melhor do que ontem e amanha muito melhor do que hoje.

Onde você quer chegar?

O que te faria plenamente feliz?

Qual o tamanho desse desafio?

De acordo com a definição da palavra entusiasmo e essa leitura, como ser entusiástico está relacionado aos seus sonhos?

“Nada grandioso já foi realizado sem entusiasmo” ( Ralph Waldo Emerson )

SEJA ENTUSIÁSTICO!

, , , , ,

Ao final, somos todos um Número!

Qual é o seu número?

Ok, vou melhorar a pergunta. Será que a empresa para a qual trabalha considera-lhe apenas um número?

Recentemente, em processo de desligamento em uma empresa de alimentos, uma amiga confidenciou-me a dor em deixar a empresa após 10 anos. Ela tomou a decisão de romper aquela aliança, e estava tentada ao novo, com inúmeras possibilidades, e principalmente o reconhecimento financeiro, que era um dos seus principais valores motivacionais naquela fase da vida. Por outro lado, tinha uma história ali, havia passado por muitas mudanças, como a do interior para a cidade grande, casamento, filhos, promoções, premiações e viagens por todo o Brasil. Não era fácil cortar esse laço emocional, o sentimento de gratidão. Partiria para o desconhecido, como uma aventura a desbravar.

Mas, afinal, será que essa breve história é algo incomum? Ou será que é mais comum do que imaginamos?

Todos os dias, milhares de Headhunters espalhados pelo Brasil conectam profissionais a vagas. Com isso, facilitam os processos de tomada de decisão, hora sendo para um salário melhor, uma empresa maior, um cargo maior, uma mudança de estado ou qualquer outra variável que motive o candidato. Isso acontece ao mesmo tempo em que milhões de pessoas desistem de mudar, pelo medo do desconhecido, insegurança, ou de não se sentirem merecedoras, capazes de brilhar. De onde vem isso?

Uma das maiores verdades é que não existe empresa perfeita, e que você deve estar ligado ao que acontece ao mercado. Vivemos na era das conexões, e estar desconectado é estar muitos passos atrás de qualquer outro profissional. Muitas pessoas, em plena zona de conforto, mergulham em suas realidades e se esquecem de que existe vida lá fora. E por estarem mergulhados em suas empresas, passam a ter somente a referência interna de seus líderes, de sua empresa, de seu mercado. Em muitos casos, para piorar a situação, esses líderes não sabem, não estão preparados ou não desejam que o liderado tenha consciência do real valor que tem. Esses líderes sentem-se donos da verdade, são agentes do feedback destrutivo para criar algemas emocionais, a fim de que o liderado pense que é um privilegiado por trabalhar na empresa, e que o mercado jamais o daria a grande e espetacular oportunidade fora dali.

Se você acredita que esteja falando de líderes que você conhece bem, tipo o “Seu”, pare por um segundo e imagine que estou falando de um líder de um outro país, tipo Rússia, caso seu líder pegue você lendo esse artigo.

Isso está muito mais perto do que você imagina e, voltando ao caso de minha amiga, não foi diferente. Certa vez, ela ouviu de um par:

– Não deixe fulana saber o quanto ela vale, pois pode pedir aumento.

E, no momento de pedir demissão, observe a postura do líder:

– Você não vai encontrar outro lugar como aqui, ou algum lugar que lhe entenda e lhe aceite. Fique, será melhor para você.

Quando ela me contou isso, perguntei-me se o líder queria motivá-la, mantê-la na empresa ou dizer simplesmente que aquela empresa era sua única e última opção. Passados dois dias, algo que falo em muitas de minhas palestras aconteceu. A empresa fechou? Faliu? Ficaram desesperados? Pediram pelo amor de Deus para que ela voltasse? Não, a vida simplesmente continuou…

Porque as pessoas sofrem tanto em momentos como esses, sendo que as empresas acabam se reorganizando rapidamente e colocando outro em seu lugar? Será que você é somente um número que, ao dar resultado, cumpre sua obrigação e, ao pisar na bola, se aproxima da rampa de lançamento?

Simples assim? Cuidado!!! A culpa pode ser sua! Você pode estar acomodado e, na sua cabeça, colocando a empresa em 1º lugar, deixando de lado família, amigos, lazer, prazer e principalmente o fator mais importante nessa equação: VOCÊ!

Experimente a postura de se colocar em 1º lugar, aproximar-se das coisas, ações e pessoas que mais lhe motivam e impulsionam. Prepare-se todos os dias para ser melhor hoje do que foi ontem, e muito melhor amanhã do que foi hoje. Colha os resultados de dar o seu melhor todos os dias. Prepare-se hoje para não ter que fazer remendos amanhã.

Uma das coisas que aprendi em minha carreira é que o mercado vê tudo e, se ele vê tudo, permita que ele veja o melhor de você! Mesmo que, para isso, você precise ir para o mercado.

Para a empresa, você pode ser o número 980, mas se você aceitar isso passivamente, terá sempre 979 pessoas a sua frente. Busque seu espaço, mostre-se e veja o quanto é prazeroso ter uma carreira vitoriosa.

E aí? Vai esperar até quando para ser o número 1?

, , ,

O Bilhete

Já falamos aqui sobre a prova social, que ocorre quando as pessoas, em um momento de insegurança, tomam suas decisões baseadas nas ações dos outros. No post de hoje, iremos falar sobre uma ferramenta simples para reconhecer o trabalho e a colaboração das outras pessoas.

Tive a oportunidade, durante um voo, de presenciar dois momentos ilustrativos dessa ferramenta que vou compartilhar com vocês. Jéssica estava em seu primeiro voo como comissária de uma Cia Aérea de pequeno porte, após um ano de treinamento havia chegado a hora. Nervosa e um pouco tímida, parecia um peixe fora d´água.

Ao seu lado estava Érika, uma comissária com anos de experiência, olhar frio do tipo de mal com a vida e sem nenhuma paciência. Quando começaram a passar com o tradicional carrinho, oferecendo lanches e bebidas, Érika foi ríspida com Jéssica pela primeira vez. Um minuto depois disse, novamente e sem nenhuma delicadeza, que Jéssica não sabia o alfabeto e por isso errava a ordem a ser servida e, para terminar, deu uma bufada por Jéssica não ter ouvido o pedido de um passageiro.

A cada invertida Jéssica transpirava, olhava para todos os lados, desconcertada e aparentando estar muito nervosa. Naquele momento, lembrei-me de uma sugestão do livro 1001 maneiras de premiar seus colaboradores, então peguei uma folha do caderno e imediatamente escrevi:

Jéssica, “tudo o que é feito com a maior perfeição hoje, já foi mau feito um dia”, para chegar ao sucesso, leva-se tempo, seja persistente e principalmente PACIENTE. Obrigado pelo meu segundo suco de laranja e pelo seu atendimento, sorria mais. Boa Sorte!

Dobrei o papel e em cima escrevi, mais uma vez, “Obrigado”. Ao chegar à primeira escala, imediatamente levantei, entreguei o bilhete e voltei ao meu lugar, pois já iríamos decolar para o meu destino final. Após uns cinco minutos eu não aguentei de ansiedade e olhei para traz, Jéssica estava lendo e sorrindo.

Jéssica agradeceu pelo bilhete, com muita euforia e sem nenhum nervosismo aparente. Resultado? A segunda parte da viagem foi outra. Ela estava confiante, muito entusiasmada, pois se sentia valorizada.

O que fiz foi usar e adaptar uma das inúmeras formas de reconhecer uma pessoa. Quando isso é feito, as pessoas sentem-se importantes, queridas e esforçam-se mais para receberem mais reconhecimentos.

Segue algumas dicas para dar este tipo de reconhecimento simples e eficaz:

  • Procure flagrar as pessoas fazendo algo positivo e imediatamente escreva um bilhete;
  • Deixar um Post It colado na tela do computador é uma ótima sacada;
  • Mostre que o reconhecimento é verdadeiro e personalizado;
  • Não espere algo grandioso acontecer, reconheça desde as pequenas ações.

Os bilhetes são uma forma de reconhecimento informal e sua prática garante ótimos resultados. Eles ajudam a criar um ambiente de confiança, mais leve e de aprendizado mútuo.

“Compensação é o que você dá às pessoas por realizarem o trabalho que elas foram contratadas para fazer. Reconhecimento, por outro lado, celebra uma iniciativa que extrapola seu campo de atividades.”                                                                                                                    (“How to Profit from Merchandise incentives”)

, ,

O Homem que Infartou Para Aprender a Valorizar as Pessoas

Imagine você ter que infartar para receber a atenção das pessoas! Será que você já está nesse nível? Ou ainda existem pessoas que se importam com você?

Essa dura realidade acontece todos os dias, em várias partes do mundo, e recentemente aconteceu com Jonas. Diretor de uma multinacional, por pouco não morreu. Esse episódio em particular, não só para o próprio Jonas, mas também para Cristian, de quem é padrinho de casamento, deu uma dura lição para os dois, e jamais será esquecida.

Jonas sempre teve ligação com seu trabalho acima de qualquer um. Tanto que, para alguns, dava mais atenção ao trabalho do que para a própria família. Muitas horas de trabalho, alimentação descontrolada, falta de exercícios, e uma rotina totalmente desregulada contribuíram para que Jonas se afastasse dos eventos sociais, onde sua família era presença constante. Eles possuíam sempre a mesma resposta:

– Papai, está trabalhando! Está viajando a negócios!

Devido aos últimos anos de muito trabalho, Jonas começou a ter problemas de saúde como má digestão, gastrite nervosa, que se transformou em úlcera, e por fim um tumor. Foi recomendado pelo médico a diminuir o ritmo. Porém, nada adiantava. A cada dia que passava, o trabalho aumentava, e com a economia mais instável, mais longe das pessoas e família Jonas ficava.

Já Cristian era aquele cara que até ia aos eventos sociais, mas não tinha uma conexão genuína com as pessoas. Só ligava mesmo quando precisava de alguma coisa, um carro emprestado, dinheiro, favor, mesmo não sendo por maldade. Gostava das pessoas e até pensava em ligar, mas perdia totalmente o foco com outras coisas. Quando lembrava, ou já era tarde da noite ou a data de aniversário já tinha passado havia mais de um dia. Tentava remediar com presentes caros, mas o que realmente as pessoas queriam era apenas uma ligação no dia correto, atenção de verdade.

O dia 04/09/2011 foi um dia marcante para aqueles dois. O telefone de Cristian tocou, era sua mãe avisando que seu padrinho de casamento, Jonas, tinha enfartado. Cristian disse para sua mãe que não falava com Jonas havia 3 anos, e que não sabia nem o que falar. Sua mãe o advertiu, lembrando que Jonas ainda era seu primo, que cresceram juntos, e que deveria ligar.

Cristian demorou 3 horas para ligar, não pelo mesmo motivo das outras vezes, que era perder o foco. Desta vez, por outro bem diferente:

– Faz 3 anos que não falo com Jonas, desde o dia em que me presenteou com minha viagem de lua de mel para o Caribe. Jamais tive a decência de convidá-lo para um jantar com sua família e mostrar as fotos. Jamais liguei para marcar um chopp ou um café, e falar sobre a vida, ou o quanto é importante para mim, pois crescemos juntos na infância. Só vou ligar agora porque minha mãe me ligou alertando. Nem saberia que ele poderia ter morrido.

– Que tipo de ser humano sou eu, que não ligo para as pessoas? Será que alguém ligaria para mim se infartasse?

Jonas, ao acordar na UTI após 2 dias, olhou para sua esposa e seus dois filhos, que lhe disseram:

– Você não tem noção do quanto é precioso para nós! De quanto medo ficamos de te perder e de quantas pessoas ligaram preocupadas com você. Até o Cristian ligou, olha que milagre!

Jonas chorou e pediu perdão à família, dizendo:

– Que tipo de ser humano sou eu? Ninguém precisará infartar para ter minha atenção! Precisei infartar para entender! Não vou perder mais tempo, vou valorizar cada segundo ao lado de vocês. Vou cuidar do meu coração com o remédio mais poderoso do mundo. Vou me abastecer de pessoas queridas!

Após ler esses dois breves relatos, faça a seguinte reflexão:

Será que existem pessoas que você, devido à pressão do ambiente, alta rotina de trabalho, viagens, filhos, ou simplesmente à falta de prioridade, não está dando a devida atenção?

Quais pessoas você pode ter perdido o contato nos últimos anos, mas que são importantes para você e gostaria de resgatar o contato?

Familia:

Amigos:

Colegas:

Quais dessas pessoas você pode ter magoado no meio do caminho e que agora gostaria de se retratar?

Como você pode aproveitar melhor o tempo com as pessoas mais próximas a você?

Já dizia Benjamin Franklin: “As três coisas mais difíceis do mundo são: guardar um segredo, perdoar uma ofensa e aproveitar o tempo”.

,

Escravos do Ambiente.

Escravos do Ambiente.

É impressionante como o Brasileiro sabe respeitar regras, culturas e conviver em harmonia com os outros.

Pude observar isso durante minhas últimas férias que passei em Orlando (Estados Unidos).

Ao mudar de ambiente, uma das primeiras frases que o Brasileiro fala ao pisar em solo americano é:

– Aqui as coisas funcionam!

Baseado nisso, ele molda seus comportamentos ao ambiente com sua habilidade natural de adaptação.

Observe abaixo algumas vivências e observações ao longo de 22 dias e minhas reflexões com a realidade brasileira:

Tudo começa antes da viagem, você já recebe recomendação sobre não ultrapassar a velocidade permitida nas ruas e rodovias já que os guardas ficam com radares escondidos e multavam pra valer.

Brasil: Isso por um acaso é diferente aqui? Por que as pessoas precisam atravessar milhares de kms para respeitar as mesmas leis que ainda trazem segurança a todos?

Nos parques para os pais com carrinhos de bebês e desejarem andar nos brinquedos, existem estacionamentos para eles deixarem os carrinhos com suas respectivas bolsas e mochilas.

Quando eles saem dos brinquedos, tudo está exatamente como eles deixaram, no mesmo lugar da mesma forma sem ninguém mexer em nada.

Enquanto o Pai anda, a mãe espera com o filho em uma sala climatizada.

Não existe segurança específico para esses carrinhos, às pessoas respeitam mesmo.

Brasil: Eu presenciei varias mães em minha época como educador ensinar aos seus filhos para não pegar o que não é seu, portanto, será que por aqui essa regra funcionaria?

Em 22 dias observei apenas 2 casos de pessoas tentando furar filas, que foram identificados e retirados.

Brasil: Diariamente é fácil encontrar pessoas tentando furar filas normais e até filas preferenciais.

        Um dos brinquedos quebrou e não tinha previsão de retorno e rapidamente o funcionário do parque nos entregou um ticket para retornar ao parque e andar naquele respectivo brinquedo exclusivamente em até 7 dias.

Brasil: Muitas vezes nos esquecemos de quem paga a conta e encantar o cliente, focando em ajudá-lo ou surpreendê-lo está cada vez mais em evidência.

         O que você pode fazer hoje para surpreender seus clientes internos e externos?

Uma das cenas mais comuns foi ver pessoas pedindo para outros tirarem com suas câmeras fotos de suas famílias em um clima mega amistoso.

Brasil: O Brasileiro é um dos povos mais calorosos que existem e em qualquer livro sobre Influência e Persuasão diz que Gentileza gera Gentileza.

Tudo começou exatamente no horário nem um minuto a mais e nem um minuto a menos.

Brasil: Onde está escrito que no Brasil nada começa no horário?

Você é responsável por manter essa cultura que existe há muitos anos.

Algumas pessoas se incomodam com o atraso dos outros mas não se importam nem um pouco em sempre chegar atrasadas.

Tudo é uma questão de escolha!

Todos os Brasileiros que por Orlando passam, seguem as regras de Orlando, respeitam tudo e a todos.

Já no Aeroporto, Algo mágico aconteceu para alguns.

No momento que o atendente chamou o voo para o Brasil, muitas daquelas pessoas deixaram toda aquela pose e aquelas regras de conduta, trocaram “sorry” e “escuse-me” pelo jeitinho brasileiro de cortar a fila quando não está chamando sua categoria de bilhete onde você finge que não é com você e fica na fila.

Pior ainda quando entra na de prioridades, e dentro do avião sentam em um assento que não é seu.

Eu pude presenciar essa realidade, e essas mesmas pessoas que ao estarem inseridas em outras culturas como a americana, por exemplo, dizem que o Brasil é isso ou aquilo, que aqui nada funciona que nada vai mudar, na verdade não fazem nada para mudá-lo!

O Brasil na verdade é apenas um país e quem faz o país ou quem faz o país são as pessoas e quem faz o Brazil, quem são essas pessoas é um grupo de pessoas do bem começando agora por VOCÊ!

Não permita que o ambiente determine suas escolhas!

Escolha ser melhor em cada ambiente!

, , ,

Prova Social

Se algum dia você ouviu a expressão: “se seu amigo se jogar da ponte, por acaso você também se jogaria?”, é sinal que esse artigo servirá para você. O que falaremos hoje é sobre o impressionante fenômeno denominado “Prova Social” e, principalmente, o poder que tem para influenciar as pessoas.

Na busca por definir o certo ou o errado, o bom ou o ruim, partimos para a observação de como as pessoas agem à nossa volta. É assim que o princípio da prova social é ativado e, quem influencia consegue resultados extraordinários de quem é influenciado facilmente, afinal o que as pessoas fazem é o que se deve fazer.

Buscamos a Prova Social quando nos sentimos seguros ou em total zona de conforto, e as referencias vindas do ambiente são norteadores de nossas ações. Vejamos alguns exemplos:

Um carro lançado recentemente contou, como principal ação de marketing, com os depoimentos dos consumidores que já haviam adquirido o modelo, destacando-se os benefícios e as vantagens do carro novo, ativando os compradores em potencial que se identificavam o princípio da semelhança de objetivos na compra, influenciando-os a comprar com o seguinte pensamento: “se deu certo com eles, por que não dará comigo? Afinal, buscamos as mesmas coisas”.

Na rede de locadora mais famosa do País, os filmes mais alugados são os da lista Top 10. Através da simples divulgação da lista, aumentou-se em 50% o número de locações destes lançamentos. O cliente acessa o site, vê a lista que é quinzenalmente atualizada e escolhe seu filme, o que lhe proporciona maior agilidade, sem perder preciosos minutos na locadora e no trânsito.

Na Internet, alguns blogs, sites e twitters têm como principal ação de marketing o número de seguidores, levando milhões de internautas a seguirem esses portais pensando: “se tantas pessoas seguem, é porque é bom”, deixando de lado fatores como importância do conteúdo, idoneidade, dentre outros.

Semana passada, estava no trânsito na Marginal Tietê quando o carro à minha frente deu sinal para entrar no acesso à direita. Como era também o meu acesso, imediatamente quase que por sincronia liguei o pisca alerta.

Até aí, tudo bem, mas o que estava por vir foi o fato curioso: O motorista que estava atrás de mim, quando viu que os dois carros que estavam à frente deram sinal à direita, concluiu que tinha algo errado, que tínhamos informações que ele não tinha e, por via das dúvidas, também ligou o sinal e pegou o mesmo acesso. O 4º, 5º e o 6º carros seguiram o mesmo raciocínio, sem se certificarem se estavam ou não errados seguindo os da frente. Não estavam preocupados se estavam pegando o acesso errado, perdendo tempo, gerando estresse, apenas agindo igual aos da frente sem se dar conta da Prova Social que os tinha Influenciado a agir daquela maneira.

Podemos ficar citando inúmeros exemplos, mas a realidade mostra que milhões de pessoas, todos os dias, são influenciadas através da Prova Social, deixando de questionar, pensar e até mesmo de agir da forma que querem pelo simples fato de buscar nos outros os caminhos a serem seguidos. Cuidado! Você pode estar sendo influenciado simplesmente por ler este artigo.

Para agir da melhor maneira é preciso sempre pensar sobre o melhor caminho. Nos momentos de insegurança não se deixe levar pelo ambiente, avalie todos os cenários para tomar a melhor decisão, assim você será o principal personagem da sua historia.

Valide se você possui todas as informações para tomar uma decisão, seja ela a mais simples ou a mais complexa. Você constrói o seu ambiente, lembre-se disso.

, , , , ,

Quanto vale seu QI para você?

Quanto vale seu QI para você?

Alguém já te procurou e disse:

– Você tem tantos contatos, será que poderia indicar meu curriculum para algum deles?

Você fica sem graça de dizer não e muitas vezes pensa em ajudar mesmo.

Mas a pergunta que fica é:

Será que você tem as noções dos perigos, dos possíveis ganhos e perdas disso?

Pense com você mesmo, ter um grande amigo, automaticamente não significa ter um grande profissional ao lado. É muito comum ouvir que o Q.I. (Quem Indica), pode fazer a diferença em uma contratação e até em uma carreira, você mesmo que está lendo pode ter entrado em sua empresa através de uma indicação.

Dilema estabelecido, indicar e assumir os riscos de que esse amigo talvez não trará resultados te envergonhando e fazendo você perder certa credibilidade, ou não indicar esse amigo e principalmente como dizer isso a ele.

Em 1996, um dos mais conhecidos políticos no cenário brasileiro disse a seguinte frase:

-Vote no meu indicado e se ele não for um bom prefeito, NUNCA MAIS VOTEM EM MIM!

O Apadrinhado teve um péssimo desempenho em sua gestão, fazendo com que seu padrinho perdesse uma enorme credibilidade, manchando sua imagem para sempre.

Após a leitura dessa primeira parte do artigo responda:

O que você pode gerar negando o pedido para seu amigo?

O que você pode gerar aceitando o pedido do seu amigo?

O que pode gerar para sua imagem, caso o indicado não corresponda às expectativas desejadas?

Quando for responder as três perguntas acima, pense em quanto tempo demora a construir um prédio de 40 andares?

Certamente, alguns anos vão ao longo desse processo. E para ser demolido, quanto tempo leva?

Segundos!

O que você quer fazer com sua imagem e credibilidade?

Para manter uma imagem e credibilidade, muitas vezes é preciso ser sincero e distribuir muitos nãos em troca de um grande sim para você!

Sucesso!

, , , , ,

Seja a Melhor Versão de Você Através do FOCO!

Seja a Melhor Versão de Você Através do FOCO!

Recentemente ouvi em uma palestra que antigamente trabalhávamos para viver e que hoje em dia VIVEMOS para trabalhar.

Trabalhar em que? onde?Para quem? Com qual objetivo?

A minha proposta é para você entrar em contato com a melhor versão de você através do FOCO, Topa o desafio?

Você é daqueles que fica sofrendo por acontecimentos no passado, buscando culpados, lamentando chances e oportunidades perdidas?

Ou parte para uma atitude mais otimista criando em sua mente um futuro com reconhecimento, altos salários, promoções, viagens, amigos e outras dádivas do sucesso?

Observe que não mencionei o presente!

Ele é a única coisa que de fato você tem controle absoluto!!!!!

Não deixe que o dia de ontem roube sua melhor versão para o dia de hoje.

Vamos transformar o que você se tornou hoje para a melhor versão de você amanhã.

Uma grande verdade de que o mundo não é formado pelas respostas e sim atropelado pelas perguntas:

Experimente refletir sobre algumas:

1)   Quanto de sua energia (%) e tempo você foca no

Passado__  Presente___   Futuro___

2)   Porque quando se propõe a fazer um relatório, planilha ou projeto, ao escutar o som do Facebook, vai ler a mensagem e perde pelo menos uns 15 minutos no mínimo alí?

3)   O que te faz adiar para segunda feira, a dieta que lhe trará saúde, motivação, bem estar e autoestima de volta?

4)   Não é mais fácil doar para uma instituição de caridade, o dinheiro usado para o pacote de aulas de inglês pagos por um ano que você acaba não fazendo?

5)   Em que momento o fato de não estar focado te prejudicou em sua carreira? Como? Porque?

6)   Você já adiou consultas médicas por várias vezes a fim de não furar um compromisso profissional?

O vencedor do Nobel, Herbert Simon, disse:

– “A riqueza da informação, cria a pobreza da atenção.”

7)   Pense se temos habilidade e sabedoria para lidarmos com tantas informações ou neste exato momento você já está distraída pensando quem está te chamando ao som do whatsapp?

8)   Antigamente usávamos remédios para curar doenças, e hoje você pode estar usando-as para melhorar o desempenho em seu trabalho?

9)   O que de fato tem valor para você em sua vida pessoal e profissional?

10) Onde e como quer chegar daqui 5 anos por exemplo?

Nunca em toda a história, encontramos tantas pessoas perdidas, confusas se questionando sobre qual é sua verdadeira estrada.

Observe os rápidos relatos abaixo:

Um palestrante, tinha como ritual, ligar músicas clássicas para ter um fundo harmonioso e compor belos artigos, só que ao sentar no seu computador, via através de redes sociais e outras tentações da internet, fazerem de seus artigos além de infinitamente demorados para serem escritos, tornarem-se uma coleção de erros de concordância e erros de português.

Um taxista, nessa era onde temos em nossos multimídias Tvs em nossos carros, perdia sua vez em um movimentado aeroporto, muito dinheiro atrasando corridas para simplesmente assistir um pouco mais do futebol.

Uma dona de casa, ao prestar atenção nos barulhos do apartamento de cima, permitirá que o bolo de aniversário de seu filho queimasse ao forno.

11)Qual o custo de suas distrações hoje deixando de lado o que é para realmente ser feito aqui e agora?

12) Você tem noção do que está fazendo? O propósito do que está fazendo e o que ganhará em sua vida?

Baseado no que leu, quais são seus insights para ser de Fato a melhor versão de você?

Para aqueles que começam focados e perdem essa motivação em um curto espaço da jornada, saibam que q resposta está exatamente nessa frase;

Quer manter seu foco? mantenha sua motivação ou melhor definida como Motivo para Ação sempre conectado com o que é realmente importante e tem valor para você.

Saiba que para isso acontecer, existirá uma curva de crescimento com muitos desafios, além de uma linha de tempo para que tudo isso ocorra.

Quais são seus Motivos?

Quais serão suas ações para viver e concluir esses Motivos?

É importante celebrar cada conquista que seja fruto de um processo Focado.

Nas próximas duas semanas, onde estará seu FOCO?

Lembre-se;

Você não pode confiar em seus olhos quando sua imaginação está fora de foco.” (Mark Twain).