Posts

, , , , , , , , ,

Você se transforma naquilo que cultiva

Você se transforma naquilo que cultiva

Em maio deste ano, uma Coachee me confidenciou que eu, como Coach, acreditava mais em seus talentos e sua capacidade de liderança do que ela mesma. Eu a respondi dizendo que isso era bem curioso e fiz a seguinte pergunta:

“Quer dizer que eu acredito mais em você do que você mesma?”

Ela me respondeu “sim, não é bem isso, mas é isso” e sorriu!

Imediatamente pedi que anotasse uma frase que eu ditaria, e que colocasse em seu espelho. Eu a fiz prometer que leria essa frase pela manhã, todos os dias, pelo menos 5 vezes:

A diferença entre o que podemos fazer e o que somos capazes de fazer poderia resolver a maioria dos problemas do mundo” (Ghandi)

Um dos maiores obstáculos para as pessoas pode estar diretamente relacionado à capacidade de acreditar em si mesmas. Algumas pessoas acreditam fielmente que jamais chegarão a brilhar em qualquer cenário, e que estão fadadas ao anonimato, pois não possuem brilho, potencial ou talento algum.

Não acreditar em si é colocar um teto. É focar no que é, e não no que poderia ser!

De acordo com John Maxwell, nosso potencial é um presente de Deus para nós. Nossa retribuição para Ele é cumprí-lo da melhor forma possível”.

Para ajudar-lhe a refletir em como liberar seu potencial:

Você se transforma naquilo que de mais profundo é cultivado dentro de você!

 Capa de Revista!

Imagine-se na capa de uma revista de grande circulação, mega produzido, no auge de seu potencial.

Como seria essa imagem? O que estaria nela? Quem estaria com você?

Onde você estaria e como você estaria? Quanto essa imagem poderia trazer felicidade para você?

Lembre-se de que, antes dessa imagem tornar-se realidade, há o chamado making off, envolvendo uma grande jornada, aprendizado, evolução e principalmente o seu poder de acreditar que você é capaz de realizar coisas grandiosas.

“Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar em você.” (Cynthia Kersey)

, , , , ,

A vitória pode estar nos boxes

A vitória pode estar nos boxes

Hoje em dia, nas corridas de fórmula 1, é comum ouvirmos sobre as estratégias das equipes quanto às paradas nos boxes, e quanto elas podem decidir as corridas, e até os campeonatos.

Não é só nas pistas que tudo é decidido. A cada dia, o fator ?extra pista? ganha mais corpo na briga por títulos, e seu espaço aumenta cada vez mais dentro das estratégias de cada equipe no mercado do esporte.

Se olharmos o que acontece nos boxes de uma equipe, é possível ver um trabalho sincronizado em questão de milésimos de segundos, fazendo com que cada piloto volte o mais rápido para a pista e brigue por seu lugar ao pódio.

Qual a melhor estratégia?

O número de paradas?

Parar no início, no meio ou bem mais próximo do final da corrida?

E você?

Mudando o foco de corridas para você e sua carreira, quantas vezes você já parou e foi para os boxes?

Parece estranho, mas imagine o quanto você poderia ganhar tendo uma equipe pronta para mostrar-lhe o que precisa mudar e ajudar-lhe a voltar à sua corrida ainda melhor?

Uma das perguntas mais pertinentes nesse momento:

Será que hoje você possui uma equipe treinada, inspirada, alinhada, capacitada para agir, disposta a ajudar, ou sua equipe está torcendo para que você quebre na pista e seja ultrapassado por outros?

O ideal seria:

Se sua equipe estiver pronta a ajudar, ótimo! Mas será que você está pronto e preparado para ouvir e receber o que e como eles podem lhe ajudar?

Voltando alguns passos:

Como está o ritmo de sua carreira hoje?

Alguns profissionais levam suas carreiras como uma prova de grande duração. Não exigem o máximo de si para não gerarem uma quebra e não desgastarem demais as peças e até a si mesmo. Não deixam o nível de energia baixar tanto. Mantém o ritmo com resultado previsível, em uma zona segura, com total controle.

Esse mesmo grupo raramente para no Box, sabendo que, ao parar, alguns ajustes e até possíveis mudanças poderão ser sugeridas. Assim, o líder e sua zona de total segurança e controle serão ameaçados.

Um segundo grupo de profissionais, arriscando-se um pouco, adota uma postura mais arrojada, parando mais vezes nos boxes. Ouvem sobre ajustes, mudanças de rota, feedbacks, trocas de peças. Porém, ao voltar a pista, passam a repetir os comportamentos do passado, os mesmos erros em sua corrida. Consequentemente, retornam aos boxes para trocar as mesmas peças, e não entendem o porquê de sempre passar pelas mesmas situações. Para eles, o mais provável, é que a culpa seja da chuva, da equipe, do Todo Poderoso ou de qualquer outro alguém.

Já o terceiro grupo, esse sim! Sabe a importância e os momentos certos de usar os boxes. Para isso, seguem os passos abaixo:

O primeiro não começa na corrida e sim na véspera, quando equipe e Líder traçam juntos quantas vezes eles irão se encontrar (paradas nos boxes), para fazer alinhamento, ajustes, consertos.

Segundo: o Líder sabe que pode correr tranquilo, uma vez que sua equipe está nos boxes devidamente treinada e que, quando acionada, estará preparada para fazer em segundos o que foi capacitada durante meses.

Terceiro: durante qualquer jornada, é necessário fazer ajustes, da mesma forma como um lápis que precisa ser apontado para voltar com uma ponta mais firme e escrita mais precisa. O problema é que alguns líderes se envergonham de dizer que erraram ou precisaram corrigir sua rota em algum momento.

Quarto: o Líder sabe que não tem como ser melhor do que cada um de sua equipe individualmente, e por isso precisa da pessoa certa no lugar certo, o melhor talento para a melhor posição, de maneira interdependente, sem o ?ego? na disputa.

E por último: o Líder, ao bater na porta da sala de reuniões e encontrar toda a diretoria reunida para homenageá-lo pelos grandes resultados alcançados, deve saber que apenas cruzou a linha de chegada para um grande time que trabalhou, suou e acima de tudo o honrou por deixar?se liderar.

?Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer?.( Ghandi )

Você recebe aquilo que deseja!

, , , , ,

Seja a Melhor Versão de Você Através do FOCO!

Seja a Melhor Versão de Você Através do FOCO!

Recentemente ouvi em uma palestra que antigamente trabalhávamos para viver e que hoje em dia VIVEMOS para trabalhar.

Trabalhar em que? onde?Para quem? Com qual objetivo?

A minha proposta é para você entrar em contato com a melhor versão de você através do FOCO, Topa o desafio?

Você é daqueles que fica sofrendo por acontecimentos no passado, buscando culpados, lamentando chances e oportunidades perdidas?

Ou parte para uma atitude mais otimista criando em sua mente um futuro com reconhecimento, altos salários, promoções, viagens, amigos e outras dádivas do sucesso?

Observe que não mencionei o presente!

Ele é a única coisa que de fato você tem controle absoluto!!!!!

Não deixe que o dia de ontem roube sua melhor versão para o dia de hoje.

Vamos transformar o que você se tornou hoje para a melhor versão de você amanhã.

Uma grande verdade de que o mundo não é formado pelas respostas e sim atropelado pelas perguntas:

Experimente refletir sobre algumas:

1)   Quanto de sua energia (%) e tempo você foca no

Passado__  Presente___   Futuro___

2)   Porque quando se propõe a fazer um relatório, planilha ou projeto, ao escutar o som do Facebook, vai ler a mensagem e perde pelo menos uns 15 minutos no mínimo alí?

3)   O que te faz adiar para segunda feira, a dieta que lhe trará saúde, motivação, bem estar e autoestima de volta?

4)   Não é mais fácil doar para uma instituição de caridade, o dinheiro usado para o pacote de aulas de inglês pagos por um ano que você acaba não fazendo?

5)   Em que momento o fato de não estar focado te prejudicou em sua carreira? Como? Porque?

6)   Você já adiou consultas médicas por várias vezes a fim de não furar um compromisso profissional?

O vencedor do Nobel, Herbert Simon, disse:

– “A riqueza da informação, cria a pobreza da atenção.”

7)   Pense se temos habilidade e sabedoria para lidarmos com tantas informações ou neste exato momento você já está distraída pensando quem está te chamando ao som do whatsapp?

8)   Antigamente usávamos remédios para curar doenças, e hoje você pode estar usando-as para melhorar o desempenho em seu trabalho?

9)   O que de fato tem valor para você em sua vida pessoal e profissional?

10) Onde e como quer chegar daqui 5 anos por exemplo?

Nunca em toda a história, encontramos tantas pessoas perdidas, confusas se questionando sobre qual é sua verdadeira estrada.

Observe os rápidos relatos abaixo:

Um palestrante, tinha como ritual, ligar músicas clássicas para ter um fundo harmonioso e compor belos artigos, só que ao sentar no seu computador, via através de redes sociais e outras tentações da internet, fazerem de seus artigos além de infinitamente demorados para serem escritos, tornarem-se uma coleção de erros de concordância e erros de português.

Um taxista, nessa era onde temos em nossos multimídias Tvs em nossos carros, perdia sua vez em um movimentado aeroporto, muito dinheiro atrasando corridas para simplesmente assistir um pouco mais do futebol.

Uma dona de casa, ao prestar atenção nos barulhos do apartamento de cima, permitirá que o bolo de aniversário de seu filho queimasse ao forno.

11)Qual o custo de suas distrações hoje deixando de lado o que é para realmente ser feito aqui e agora?

12) Você tem noção do que está fazendo? O propósito do que está fazendo e o que ganhará em sua vida?

Baseado no que leu, quais são seus insights para ser de Fato a melhor versão de você?

Para aqueles que começam focados e perdem essa motivação em um curto espaço da jornada, saibam que q resposta está exatamente nessa frase;

Quer manter seu foco? mantenha sua motivação ou melhor definida como Motivo para Ação sempre conectado com o que é realmente importante e tem valor para você.

Saiba que para isso acontecer, existirá uma curva de crescimento com muitos desafios, além de uma linha de tempo para que tudo isso ocorra.

Quais são seus Motivos?

Quais serão suas ações para viver e concluir esses Motivos?

É importante celebrar cada conquista que seja fruto de um processo Focado.

Nas próximas duas semanas, onde estará seu FOCO?

Lembre-se;

Você não pode confiar em seus olhos quando sua imaginação está fora de foco.” (Mark Twain).

, , , , ,

Quando a máscara do presidente caiu!

Quando a máscara do presidente caiu!

É MINHA VEZ DE FALAR! – disse Márcio (diretor de operações), furioso, a Rogério Rodrigues (CEO). – Você é uma farsa! Uma fraude! Algo que jamais vou querer para meus filhos, um contra exemplo de tudo aquilo que acredito! Se estou pedindo demissão, não é por essa empresa, que me dediquei nos últimos 20 anos até chegar à diretoria de operações. É por descobrir que, nos últimos 20 anos, entreguei o melhor de mim para que o pior de você fosse ainda pior! Seus valores são os de quem paga mais, e honestidade é algo que você só deve ter lido em revistas ou jornais quando seus amigos foram presos por não terem isso!

Rogério, olhando perplexo para aquela situação, permanecia totalmente em silêncio. Ele estava ciente de tudo o que gerava nas pessoas, mas ninguém jamais teve coragem de dar um feedback daquela forma tão direta e tão dura, a ponto dele ficar sem palavras. Afinal, ele era “o todo poderoso”! “O manda chuva”! “O cara que mandava soltar e prender!”

Você que leu o artigo até aqui não deve estar entendendo nada até agora. Por isso, vou reproduzir o que antecedeu essa calorosa discussão.

Márcio nem sempre ocupou esse cargo. Entrou na empresa 20 anos antes. A partir do momento que assistiu uma palestra de Rogério em um evento de uma universidade, ficou profundamente inspirado, motivado, e ali encontrou um mentor.

Após a palestra, imediatamente foi procurar “o grande” Rogério Rodrigues. Disse que a palestra tinha sido sensacional, inspiradora, que tinha mexido com ele a ponto de ir manifestar a vontade de trabalhar em sua empresa. Pouco mais de 1 ano se passou até ele ser chamado para uma entrevista. Após várias tentativas, finalmente foi aprovado.

O jovem promissor fez carreira tendo aquele Rogério Rodrigues como seu mentor, como modelo de comportamentos profissionais e pessoais. Com seu talento, passou a chamar a atenção. Começou a conquistar seu espaço, a subir dentro da organização, e tinha como meta um dia trabalhar lado a lado com o Rogério Rodrigues.

Após 18 anos de seu ingresso na grande empresa, veio o reconhecimento maior. Rogério o chamou e disse que ele seria seu sucessor. A partir de então, precisaria dele de forma integral. Soma-se a isso a promoção para o cargo de Diretor de Operações. Suas atribuições iriam além da esfera profissional, tendo acesso direto ao conselho e à administração de seus bens pessoais. Ficaria sabendo de seus segredos pessoais.

Márcio chegou a ficar preocupado em atender plenamente as expectativas, mas aceitou, sabendo que aquela proposta vinha de seu mentor, modelo, profissional de maior confiança. Só poderia ser coisa boa, não tinha como não aceitar! Dali para frente, a proximidade só iria aumentar. Márcio iria descobrir quem era Rogério de fato.

A primeira descoberta foi em sua primeira viagem à China quando, após um jantar de negócios, Rogério o convidou para uma festa com mulheres, dizendo que era algo comum. Márcio, um homem de fé e princípios, sentiu-se incomodado e não participou, voltando ao hotel.

Semanas depois, em reunião com um político influente, Rogério negociou propina para ganhar vantagem em processos de licitação. Novamente, Márcio assistia, questionando-se o que fazia na mesma mesa que aqueles homens.

Da porta da empresa para fora, Rogério tinha uma imagem de líder modelo. Doava dinheiro para caridade, plantava árvores, dava palestras em universidades, dizia que estava escrevendo um livro, que tinha missão, visão e valores bem definidos e que os vivenciava todos os dias. Da porta de sua sala para dentro, tudo era diferente, humilhando e demitindo funcionários, participando de negócios ilícitos. Somente estando muito próximo para conhecer seu real caráter.

Num determinado dia, aconteceu a gota d´água. Rogério solicitou a Márcio que colocasse um grupo de 10 empresas em seu nome para continuar pagando menos impostos e não configurar um grupo econômico. Márcio foi até o departamento financeiro investigar, e descobriu que ele não seria o primeiro. Era o 11º a passar pela mesma situação. Rogério não possuía nenhum bem em seu próprio nome!

Márcio ligou para cada membro da diretoria, convocou uma reunião extraordinária para as 14:00h do mesmo dia e convocou um fiscal da receita federal.

A reunião não teve formalidade, mas teve seu início pontualmente às 14:00h. Não teve pauta, teve somente o desabafo citado no início deste texto, de um liderado que foi fiel a seus valores, tais como integridade, honestidade e justiça e, acima de qualquer cargo, terminou a reunião da seguinte forma:

– Rogério Rodrigues, você foi o modelo do que queria para minha vida profissional durante 20 anos. Quero que você saiba que continuará sendo o meu modelo, do que NÃO quero ser pelo resto de minha vida. Você é um lixo de líder!

Essa história é baseada em fatos reais. Isso acontece todos os dias, próximo a todos nós, em muitas empresas. Sempre que algo errado é feito, as máscaras caem e a verdadeira identidade aparece. Usar máscaras significa desde vivenciar a história acima a jamais dizer o que realmente pensa sobre as pessoas.

Pense sobre as máscaras que possa estar usando.

, , , , , , ,

Todos Temos o Talento de Acreditar que não Temos Talentos

TODOS TEMOS O TALENTO DE ACREDITAR QUE NÃO TEMOS TALENTOS.

Ficamos admirados com pessoas como Lionel Messi, Silvio Santos, Nelson Mandela, Bernardinho, Ray Charles, Michael Jordan e muitos outros, costumamos dizer que todos eles possuem algo em comum: TALENTO!

Mas será que realmente ter TALENTO garante a você o sucesso desejado?

“Tenha sucesso e sempre haverá tolos para dizer que você tem talento.” (Édouard Pailleron )

Essa confusão é comum e faz com que muitas pessoas associem sucesso a TALENTO, só que uma coisa não está necessariamente ligada à outra, uma vez que eu e você com certeza conhecemos muitas pessoas que o possui e jamais chegaram ao sucesso.

“O amigo de um amigo meu” é um cara de muito TALENTO, ele sabe trabalhar como pintor, pedreiro, gesseiro, eletricista, encanador, praticamente um faz tudo. Cobra um preço justo com qualidade garantida. Contudo, ele possui um problema que ofusca esse talento: ele não cumpre prazos; promete algo pronto em três dias e no terceiro dia não o cumpre. Isso porquê ele acumula trabalhos das semanas anteriores que ainda não concluiu e frequentemente assume outras tarefas e não dá conta de nenhuma.  Ou seja, ele não entrega o que prometeu na semana passada, nem o que prometeu para amanhã, acumula tarefas e não entrega totalmente nem um e muito menos os outros.

Outro exemplo, é Adriano “O Imperador”, jogador de futebol internacionalmente reconhecido por seus gols e seus questionáveis comportamentos extracampo. Hoje sem clube, mas com TALENTO.

Qual seria então seu maior problema em voltar a brilhar?

Gosto muito da definição que TALENTO, te dá uma vantagem inicial e que você precisa continuar a trabalhar nele para que essa vantagem não se perca ao longo de sua jornada. O caminho mais difícil do sucesso é o de continuar a mantê-lo.

Algumas pessoas se apoiam totalmente em seus talentos e acreditam que somente eles as conduzirão aos patamares de sucessos desejados.

O que separa a pessoa talentosa da bem sucedida é o trabalho duro escondido por trás desse TALENTO. É quando se entende como pode desenvolvê-los e faz a importante  escolha de trabalhá-los para atingir alta performance.

O preço desta conquista pode não ser baixo, mas o fruto pode potencializar uma atitude que pode fazer a diferença entre 10 ou entre 10.000 profissionais, cabendo a escolha para você.

Abrindo o Baú de Talentos:

a)      Se for verdade que todos nós temos talentos, quais são os seus maiores talentos?

Se tiver dificuldades, pergunte para 5 pessoas próximas quais são seus maiores talentos.

b)      É comum pessoas focarem a maior parte de seu tempo para desenvolverem seus pontos fracos!

Quando refere-se a questões de atitude e caráter a discussão caminha para um lado e quando há o ponto fraco refere-se a Habilidades, a reflexão que quero que você faça é a seguinte:

Em uma escala de 0 a 10, é comum uma pessoa trabalhar duro e subir 2 ou até 3 pontos de acordo com o John C. Maxwell em seu Livro ” Talento não é Tudo”.

Vou exemplificar: Em uma habilidade como Organização, tendo uma nota 4 em sua avaliação de performance, com muito esforço, plano de ação e Coaching essa pessoa poderá aumentar sua avaliação para uma nota entre 6 ou 7, de acordo com John C. Maxwell.

A pergunta e Reflexão é: Porque não investir mais tempo nos pontos fortes como Criatividade ou Comunicação que ela possui nota 8 e pode chegar a 9 ou até 10?

A maioria das pessoas busca desenvolver os TALENTOS que não possui para tentar ser alguém que não é! ( Anônimo )

Qual é a nota dos seus talentos hoje?

Qual seria a nota ideal dos seus talentos?

O que você fará para maximizar seus talentos começando hoje?

 

c)       O Seu Talento Maximizado começa pelo começo:

A primeira coisa que você deve fazer para desenvolver seus TALENTOS, é acreditar que você tem TALENTOS!

Como você quer que o mundo perceba seus TALENTOS?

Se você descobrir essa resposta, me conte!

, , , , , , ,

Transformando eu em Nós!

Em um dos melhores bate papos que já tive com um executivo, o diretor de uma grande empresa confidenciou-me sua situação:

– Olha Caê, estou há mais de 20 anos nessa empresa. Comecei de baixo, como ajudante de produção, passei por Operador, Líder de turno, Especialista, Analista e muitas outras funções até chegar ao cargo de Diretor.

– Os anos foram bem generosos comigo.

– Obtive muitas conquistas em minha vida pessoal e profissional. Por diversas vezes, senti-me poderoso. Porém, tenho me sentido muito sozinho e isolado, com inseguranças e medos.

– Às vezes, simplesmente necessito de um feedback, para saber se estou indo bem ou mal. O pior é não ter com quem dividir tudo isso. O Conselho da empresa só fala em metas e números. Fico horas e horas em reuniões improdutivas com outras diretorias. Meus 10 liderados diretos rodam o Brasil todo para garantir a excelência da execução.

– Abaixo deles, existem 200 pessoas que só vejo em convenções e reuniões quadrimestrais. Sinto-me como o Diretor apenas, e não uma figura que eles poderiam falar abertamente, sobre qualquer assunto.

– E como posso reverter esse quadro?

Então…..

Primeiro, parabenizei-lhe pela sinceridade e transparência em compartilhar sobre seu atual momento. Na sequência, baseado nos 5 diferentes times que qualquer pessoa que busca sucesso pode ter a seu favor, fiz-lhe algumas perguntas: Família

Qual papel sua família exerceu na sua vida e especificamente no seu desenvolvimento para chegar até aqui?

Quanto eles são importantes para você e como estão hoje inseridos em seu dia a dia?

Como você os valoriza?

Amigos

Qual o papel de seus amigos em sua jornada como líder?

Se as coisas não derem certo para você, com quais dos seus amigos você pode verdadeiramente contar?

Descreva um relacionamento que tem sido mutuamente benéfico para você por um longo período.

Descreva um relacionamento que não deu certo para você ou pelo qual você sente algum nível de responsabilidade. O que você faria de maneira diferente, se pudesse voltar no tempo?

O quanto eles são importantes para você e como estão hoje inseridos em seu dia a dia? Como você os valoriza?

Mentores

Ao longo de sua jornada como líder, quem foram seus mentores?

Quais foram os maiores aprendizados com eles?

Você desenvolveu um relacionamento de mão dupla?

O quanto eles são importantes para você e como estão inseridos hoje em seu dia a dia? Como você os valoriza?

Equipe Atual

Qual foi o melhor momento ou a maior conquista desse time?

Quais foram os maiores aprendizados que você teve trabalhando com eles?

Quais são as pessoas mais importantes para esse time e porque? Você já disse isso a eles?

Quais as pessoas que precisam de apoio, treinamento e desenvolvimento nesse time? De que forma você pode ajudá-los?

O quanto eles são importantes para você e como estão inseridos hoje em seu dia a dia? Como você os valoriza?

Membros do Conselho

Qual o tipo de pessoa que você gostaria de contar em seu conselho pessoal? Cite 5 pessoas que estariam nesse conselho.

Quais dessas pessoas você possui um relacionamento de mão dupla hoje? O que elas podem trazer de aprendizados em sua jornada?

O quanto eles são importantes para você e como estão inseridos hoje em seu dia a dia? Como você os valoriza?

Após fazer todas essas perguntas para o executivo, resumi em uma só pergunta:

As pessoas se isolaram de você ou você foi quem se afastou delas?

Existe um livro que o tema já fala por si: Ninguém faz Sucesso Sozinho!

Michael Jordan diz em sua biografia que cada arremesso nos segundos finais do jogo não era apenas realizado através de suas mãos.
Cada cesta era a realização de 10 mãos, cada uma com seu papel, defendendo, armando, pegando rebotes, para proporcioná-lo a oportunidade de fazer o seu melhor, e no final era isso que decidia o jogo.
Na família Schurmann, trabalhar os diferentes grupos de pessoas como citei acima era fundamental.
Cada um possuía responsabilidade sobre seu importante papel em variados cenários, deixando como o maior legado o de fazer com que um grupo de pessoas comuns construísse algo extraordinário, dando a volta ao mundo dentro de um veleiro. Sozinho, nenhum deles conseguiria.
Pense em como você pode transformar de fato o “Eu” em “Nós”.
, , , , , , ,

O Sucesso através do Perdão

Muitas pessoas desejam crescimento pessoal e profissional, e são levadas a buscar cursos e experiências que promovam um dos mais importantes fatores neste caminho: o autoconhecimento.

É mais do que comprovado que, quando uma pessoa se autoconhece, possuindo completa ciência de quais são seus pontos fortes e pontos fracos, é capaz de se desenvolver de forma mais focada e assertiva.

Em virtude disso, este artigo tem como objetivo trazer outro importante e até então ignorado fator na dolorosa jornada do autoconhecimento: O PERDÃO.

Uma das melhores definições para a palavra Perdão está evidenciada abaixo:

“O perdão é o esquecimento completo e absoluto das ofensas, vem do coração, é sincero, generoso e não fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes, tampouco é motivado por orgulho ou ostentação. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras”

Responda rapidamente:

O que você entende por perdão?

O que você acredita sobre perdão?

O quanto você pratica o perdão na sua vida pessoal e profissional?

Agora, leia com atenção os 3 tipos de perdão abaixo e reflita sobre o que isso tem a ver com você.

VOCÊ x VOCÊ

A história que lhe trouxe até aqui é composta de experiências positivas e negativas.

Para honrar e respeitar sua própria história, segundo José Roberto Marques (Ceo do Intituto Brasileiro de Coaching), é preciso perdoar-se completamente, perdoar-se de todas as vezes que fez mal a si mesmo, e entender que foram seus erros e falhas lhe fizeram crescer.

De agora em diante, liberte-se de tudo aquilo que lhe incomoda, retarda ou freia seu crescimento e desenvolvimento. Valorize seus aprendizados.

VOCÊ X AS PESSOAS

Pense em todas as pessoas que, ao longo da sua vida pessoal e profissional, tentaram lhe prejudicar, derrubar ou destruir.

Desejo de vingança, ressentimento e ódio são sentimentos negativos e consomem mais energia e tempo seu do que das pessoas que originaram esses sentimentos.

Sentir-se dessa forma é como tomar um veneno e desejar que o outro morra.

Como esses sentimentos estão conectados com o tipo de ser humano que você gostaria de ser para as pessoas?

Qual o impacto que você gostaria de causar nas pessoas que passarem por sua vida?

Será que vale mesmo a pena nutrir e cultivar essas sensações durante muito tempo?

A conta chega para todos, assim como chega ou já chegou para você. Tudo o que as pessoas fazem é visto por alguém.

Liberte-se das amarras que lhe puxam para trás.

HORA DO CONSERTO:

Pense em todas as vezes que você pode ter tentado, de maneira consciente ou inconsciente, prejudicar os outros.

Uma palavra ríspida, um comportamento de desprezo, de menosprezo, de injúria, alguém que você não ajudou a se desenvolver, ou ainda permitiu que fosse para o fogo. Lembre-se de toda dor que possa ter gerado.

Conecte-se com essas pessoas e definitivamente entenda que você deixa uma marca em cada um que interage durante sua vida.

Que tipo de marca você gostaria de deixar?

Você não possui o poder de voltar e ajustar sua história, mas com certeza possui o lápis da sabedoria para desenhar o que fará com seu futuro.

Como reflexão final, leia o poema abaixo do escritor Edward Everett

Sou apenas um;

Mas ainda sou um.

Não posso fazer tudo

Mas ainda posso fazer algo;

E como não posso fazer tudo

Não me recusarei a fazer tudo aquilo que posso fazer.

 

Perdoe-se!                               Perdoe os outros!                                      Peça perdão!

 

Agindo agora, você com certeza irá impactar o amanhã.

, , ,

A Lição de R$ 720.000,00

O Amigo de um amigo Meu, decidiu que iria realizar um de seus maiores sonhos: conhecer a Disney World com sua família.  Começava a fase de muitas perguntas e poucas respostas: Quando iria? Onde ficaria hospedado? Por qual Cia aérea iria? Qual parque conheceria primeiro? Iria alugar um carro? E, para isso, decidiu que precisava de ajuda e foi até um shopping em São Paulo, encontrar uma agência daquelas que fazem tudo por 10x sem juros!!! Com varias fotos de lugares lindos na vitrine e atendimento diferenciado.

Naquele dia, ele passou por 3 grandes agências dessas que são franquias espalhadas em vários shoppings de todo País, agindo da mesma forma em todas elas, deixou uma folha com tudo o que precisava, com todos seus dados para contato e tudo o que iria e gostaria de fazer em sua viagem.

Duas delas deram pronto retorno e se colocaram a disposição para tirar dúvidas e ajudá-lo no que fosse preciso, a terceira, não deu retorno.

Ele ficou incomodado com a situação e voltou à terceira loja encontrando a mesma atendente que o tinha atendido na primeira vez.  Perguntou se era comum esse tipo de orçamento e a resposta dela foi que pelo menos 15 orçamentos com o mesmo escopo eram solicitados todos os meses.

Ela pediu desculpas e ainda se comprometeu a enviar naquele mesmo dia o orçamento, ele entendendo que ela poderia estar um pouco enrolada, deu mais uma chance e ainda acrescentou no pedido mais um casal de amigos com sua filha, dobrando o orçamento para 4 adultos + 2 crianças com todo pacote somente da parte terrestre chegando a soma de aproximadamente R$ 12.000,00.

A conta é simples, vamos entender que a taxa de pessoas que assim como ele não recebam seu orçamento seja de conservadores 30%, ou seja, aproximadamente 5 em cada 15, somando um valor total de R$ 60.000,00 ao mês e de aproximadamente R$ 720.000,00 ao ano.

O valor é praticamente 3x o de investimento inicial para abrir uma nova franquia dessa mesma loja, imagine isso?

Ao tentar entender essa simples história, deparamos com uma enorme estatística de clientes não atendidos, vendas não realizadas e queda no índice de crescimento de empresas de variados segmentos que repetem comportamentos como esse todos os dias.

Nunca foi tão forte o conceito de que o colaborador deve de fato Agir como dono do negócio, de parar para pensar e refletir que se aquele negócio fosse dele, ele agiria daquela forma? Não dando retorno, esquecendo-se do cliente e principalmente deixando de faturar aquele montante?

Do outro lado da mesa, ao tomar conhecimento sobre esses números, muitos chefes iriam demitir sem pensar esses colaboradores, outros iriam ter aquela conversa nada agradável, o chamado Feedcraw! Julgando e apontando o erro das pessoas como uma ferida de forma destrutiva.

Alguns iriam tentar entender o porquê e mostrar as consequências desses porquês, tanto positiva quanto negativamente.

Somente poucos iriam chamar esse colaborador, mostrar o quanto ele é importante para o negócio, o poder que ele tem em suas mãos e o quanto ele está disposto como Líder a desenvolvê-lo como profissional, treiná-lo para aproveitar e criar novas oportunidades,  desenvolvendo uma nova abordagem comercial, dando atenção ao cliente de maneira única, criando um relacionamento de confiança duradouro e não só trazer esses R$ 720.000,00 aumentando a régua e principalmente de forma interdependente, construindo juntos em parceria como poderiam atingir R$ 1.000.000,00.

Pode parecer que esse último exemplo foi tirado da terra do nunca ou até dos contos de fadas, mas é ele que poderá se aproximar de uma pessoa comum e junto dela construir resultados  extraordinários.

Sua empresa ou área pode estar passando por isso e qual será sua decisão de agora em diante? Fazer o mínimo como dar retorno a um cliente é tão básico que até você como líder pode estar negligenciando não dando o devido retorno para seus liderados.

Como líder, se você quer que sua equipe esteja mais próxima de seus clientes, comece por você estando mais próximo e entendendo sua equipe.

, , ,

Seja Você a Mudança que Quer Para sua Equipe

Como criar, cultivar e aprimorar os resultados de uma equipe de alta performance, transformando de maneira prática um grupo de pessoas com variados perfis e preferências em um time alinhado ao mesmo propósito?

A pergunta mais efetiva não é como transformar o outro, e sim como posso fazer a diferença influenciando a todos positivamente.

Siga os 09 passos para você melhorar os seus resultados.

Antes de começar, lembre-se de que dicas são dadas para quem quer acertar ou corrigir uma coisinha aqui ou ali, enquanto passos são norteadores para você sair de onde está e chegar aonde quer chegar.

01º Um novo integrante? Ou UM INTEGRANTE NOVO!

Algumas pessoas integram equipes e não param para pensar por um instante em seu papel ali. Vou ser apenas mais uma pessoa na posição? Ou irei fazer a diferença, tendo 100% de compromisso em todas minhas ações para tornar-me uma referência?

02º Criando Confiança

De nada adianta querer apenas fazer a diferença se você não procurar ter proximidade com sua equipe. Saiba o que cada um espera e deseja de você e o que você espera de cada um deles.

Isso irá aproximar cada pessoa mais e mais de você, garantindo que nenhuma falsa expectativa seja criada gerando frustrações e desmotivação.

03º Frontalidade

Tenha a frontalidade com sua equipe. Experimente discutir problemas, soluções, ideias e feedback de forma assertiva e com mão dupla. Esse nível de comunicação permitirá um aumento na precisão da informação, baixo índice de ruídos e que a rádio peão não tenha mais assuntos ou sua audiência aumentada.

04º Estrelas e Anônimos

Algumas equipes possuem pessoas com experiências, níveis culturais e valores bem variados. Com isso, criam-se estrelas querendo brilhar mais perante os parceiros de equipe.

Acabe com isso e mostre que a diversidade é uma arma poderosa, e a complementaridade pode ser a chave para todos brilharem juntos.

Procure aprender com pessoas que possuem como pontos fortes competências e comportamentos que você possui como pontos fracos, e se possível faça o inverso, complementando o que você tem como ponto forte o que as pessoas possuem como pontos fracos.

A estrela maior deve ser a equipe e não quem a compõe! Todos são iguais!

05º Em constante desafio

Para sua equipe crescer, desafie-a diariamente. Todos buscamos ser referência, e para isso acontecer, saia da zona de conforto, inove, arrisque e principalmente tire da mente que “Time que ganha não se mexe”.

Quando entrar um novo integrante em sua equipe, não o encare como oponente e sim como parceiro que pode somar.

Um bom exemplo que pude ver recentemente vem do Grupo O Boticário. Um de seus princípios é o de “Buscar o melhor para Todos”.

Equipes perdem muito tempo fazendo sempre as mesmas coisas e querendo resultados diferentes. Faça coisas diferentes e terá soluções inovadoras.

06º Compartilhe o destino Certamente, todos já passaram ou viram um saguão de aeroporto composto de muitas pessoas com passagens para diversos lugares. Sua equipe não é diferente, garanta que todos tenham suas passagens para o mesmo destino! Isso é de extrema seriedade e de profunda reflexão conjunta: “Onde queremos chegar como equipe? Qual a meta? Estágio? Maturidade? Quanto isso é importante para nós?”.

Trazendo isso para você, qual o destino de sua passagem?, Onde você quer chegar? Como? E quanto isso é importante para você?

07º Envolvimento

Um jogador teve uma grave lesão no joelho, e esse momento drástico e doloroso em sua vida certamente foi ímpar, quando as incertezas e medos estavam presentes. Seu técnico, nada mais, nada menos que José Mourinho (na época do Chelsea), vestiu o jaleco branco e fez questão de estar presente na cirurgia para representar força, comprometimento e envolvimento, e a mensagem foi bem clara: “Estamos aqui! Cura-te e volta, estaremos te esperando”.
Assim como o ditado da amizade, é nas horas mais difíceis ou adversas que percebemos quem faz a diferença e está envolvido conosco ou não.

Não espere o momento adverso, envolva-se já!

08º Treinamento

Treine como campeão, pense como campeão e tenha comportamentos de campeão. Procure treinamentos com métodos experienciais que possam refletir no treinamento a analogia perfeita com o dia a dia.

É preciso investir horas de treinamento para ganhar anos de resultados. Um líder que usa o tempo como desculpa para não treinar sua equipe possui duas verdades, a primeira é que seu tempo como líder está se acabando, e a segunda revela que realmente sua equipe precisa muito de treinamento.

09º Em Construção

Após escrever os 8 passos anteriores, fiquei em dúvida do que colocar como 9º passo e por isso convido você a compartilhar a reflexão de que não existe um 9º passo sem o 8º, 7º, 6º e assim por diante.

Algumas pessoas não devem buscar o 9º e sim dar efetivamente o primeiro!

O primeiro passo do integrante de uma equipe não depende de ninguém a não ser do maior interessado no seu sucesso: VOCÊ!

Tem uma frase que define isso muito bem: “As pessoas enxergam quem você é através de seus comportamentos”.

O que elas podem ver e dizer sobre você dentro das diversas equipes que está inserido?

Família, trabalho, comunidade e outras muitas equipes…
“Não tenho medo nenhum do futuro. Tenho uma grande confiança em mim e nos meus conhecimentos. Sei que posso fazer a diferença e que posso vencer.” (José Mourinho, 2000).
SEJA VOCÊ A MUDANÇA QUE QUER PARA SUA EQUIPE.